728x90 AdSpace

Image and video hosting by TinyPic
Agora News
segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Será que as Lampadas Led São Realmente Eficientes ?



As Lampadas Leds quando chegaram ao mercado prometiam uma revolução na eficiência energética das lampadas e no entanto ainda não aconteceu, é realmente controverso e um tópico muito discutido nos fóruns que participo, nos grupos do facebook e muitas questões a resolver mesmo aqui no Blog.

Resolvi postar este artigo pois como técnico sofri na pele em uma instalação de lampadas Led em um escritório e após varias trocas de lampadas led resolvemos o problema de luminescência, porem não atingimos o propósito econômico haja vista tivemos que aumentas a potência e quantidade de lampadas led instaladas, em questão lampadas led de bulbo A60 e infelizmente notamos que o consumo foi levemente superior as lampadas fluorescentes.


Claro que não se pode ter esse fato "isolado" como verdade absoluta haja vista que alguns leitores relatam sucesso com esse tipo de lâmpada, no entanto mesmo assim fui pesquisar e aprofundar um pouco mais nesse tema e minhas impressões não são nada boas relativas as lampadas de led.


O que dizem os fabricantes de Lampadas Led


Percebendo problemas e visando qualificar e comprovar a eficiência das lampadas led, os principais fabricantes solicitaram certificação de seus produtos (em questão as lampadas) para o InMetro ao decorrer do ano de 2015 com várias portarias solicitadas.

Esta certificação oficialmente ocorreu em meados de 2016 onde o InMetro certificou três fabricantes de lampadas led, no caso a Intral, Osram e Philips foram as primeiras, posteriormente a FLC e GE conseguiram de forma compulsória. até o momento estas são as únicas certificadas pelo InMetro.

Bom isso talvez explique um pouco, pois geralmente quando a concorrência é desleal e sem qualidade rapidamente fabricantes de bons produtos solicitem essa certificação para que haja uma separação quantos aos fabricantes de baixa qualidade e dessa forma os consumidores sejam informados.

Sim, mas ainda assim explica em parte porque mesmo essas certificações podem haver disparidades e a eficiência energética pode ser afirmada em alguns pontos de vista (testes) mas de certa forma não são categóricos em afirmar questões de custo benefício no final do processo apontando todas as variantes relativas as comparações com as lampadas fluorescentes.

Para reforçar o que estou dizendo, a UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) fez algumas consultas e cruzamento de dados dessas lampadas leds encontradas no mercado Brasileiro e foi conclusiva em sua nota técnica


Nota Técnica Relativa as Lampadas Led

Para averiguar a eficiência luminosa dos produtos LED no mercado brasileiro, realizou se uma pesquisa em catálogos em endereços eletrônicos. Dentre os produtos LED disponíveis, considerando-se apenas lâmpadas tipo bulbo e tubulares que são utilizadas para iluminação geral em edificações, é possível encontrar eficiências luminosas semelhantes às encontradas em lâmpadas fluorescentes. Portanto, não é possível afirmar que o LED é sempre mais eficiente que a lâmpada fluorescente. Lâmpadas fluorescentes tubulares apresentam valores médios de eficiência luminosa na faixa de 75 a 95 lm/W.

O maior valor de eficiência luminosa encontrado para LED nesta pesquisa foi de 113,7 lm/W. No entanto, valores baixos também foram encontrados, inclusive abaixo da eficiência média encontrada em lâmpadas fluorescentes. O menor valor encontrado foi 30 lm/W.


A qualidade da iluminação destes produtos é aceitável para os padrões de conforto luminoso humano. A desvantagem do LED em comparação com lâmpadas fluorescentes compactas é o baixo fluxo luminoso emitido, que é de cerca da metade do fluxo luminoso emitido normalmente por lâmpadas fluorescentes. Isso dificulta a substituição de um produto pelo outro. Alguns poucos produtos LED destinados à substituição de lâmpadas incandescentes e fluorescentes apresentam altos fluxos luminosos.



Conclusão


É possível afirmar que no minimo há muitas lampadas led de baixa qualidade e não atendem em nada as perspectivas dos consumidores e técnicos, de forma que mesmo as lampadas led de marcas conhecidas e certificadas ainda assim merecem uma investigação melhor por parte dos instaladores e engenheiros para ter alguma vantagem na questão econômica pois conceitos de durabilidade e conforto de luminescência são conhecidamente aprovadas !


Informar é melhor


Muitos fabricantes e importadores de lampadas de led tentam de forma subliminar enganar o consumidor, algumas marcas possuem o selo do InMetro, porem estes selos são relativos a segurança e não dizem respeito a eficiência energética, alguns colocam selos parecido com selo Procel e outros argumentam com selo ISO 9001, nada disso o selo deve ser conforme a foto acima acompanhado do selo Procel. é o minimo.
  • Blogger Comments
  • Facebook Comments

3 comentários:

  1. Quero saber em termos de valores pagos por lâmpada se para a mesma potência qual a porcentagem do custo beneficio. Obg.

    ResponderExcluir
  2. Lâmpadas LEDs deveriam ser alternativa com livre arbitrio do consumidor e não imposta como está sendo, o tipo de luz emitida não é natural, não funciona em mufas, estufas, encubadoras, estudios, câmaras frias,etc. A fonte de alimentação tipo fast, tem vários problemas como sensibilidade a intempéries, não tem detetor de nulo, queima com facilidade com pico de tensão, ou seja a exemplo das tomadas muito ruins é mais um produto IMPOSTO ao consumidor!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito relevante suas considerações Elísio, confesso que toda ela está fundamentada e concordo absolutamente, não podemos esperar muita coisa nesse sentido da aneel e orgão de regulamentação e especificação, grande ponderação a sua, boa sorte e obrigado !

      Excluir

Item Reviewed: Será que as Lampadas Led São Realmente Eficientes ? Rating: 5 Reviewed By: Mauricio Pagliaccio