728x90 AdSpace

Agora News
sábado, 4 de junho de 2016

Resenha sobre Sensores de Alarme de Uso Externo



Definitivamente o emprego de sensores de alarme em uso externo devem ser pensado, repensado e utilizado com muito critério e o maior profissionalismo e conhecimento possível, digo isso não porque sou contra ou que todos os sensores externos não prestam (muitos não prestam) mas apenas constatando uma experiência baseada em dados específicos onde vou discorrer a seguir.

Atuando eu em uma empresa de monitoramento de alarmes e responsável pelo setor de qualidade nos processos de instalação durante 6 anos, fiz um levantamento sore os disparos falsos e o resultado foi notório e arrasador, cerca de 78% doas disparos falsos estavam relacionados aos sensores instalados nas área externas e/ou semi-aberta e isso nos remeteu a saber sore as falhas, no caso se foram técnicas a partir das instalações ou se foram dos produtos (qualidade e eficiência ) no caso os sensores e concluímos a pesquisa assim:


À área técnica do setor de monitoramento


     "Prezados senhores, conforme nos foi incubido a missão de detectar causas e razões de insistentes disparos falsos em nossos clientes, fomos a campo detectar possíveis falhas de produtos, instalações técnicas, operações e aplicações que possam ter ocorridos e baseado na coleta de dados ofertadas pelas centrais bem como nas instruções técnicas de fabricantes pudemos constatar o seguinte :

Cerca de 60% dos sensores externos não atendem aos requisitos da área ou ambiente, no caso sensores de aplicação externa, esta que por sua vez não suprem intercorrência relativas ao tempo, intempéries, exposição solar, interferências, insetos, luminosidade e alteração de temperaturas inerentes a uma area externa.

Quanto aplicação dos sensores, constatamos falha técnicas em relação aos locais de instalação, dispostas de forma a contribuir com disparos falsos, locais passivos de agentes de detecção externa como arvores, carros, objetos comuns e dispositivos de reflexão entre outros

Concluimos desta forma que os sensores externos devem ser utilizados com parcimônia e quando utilizados devem ser considerados critérios técnicos com absoluto acompanhamento e aprovação de area de projetos técnico, visto isso é aconselhável uso de outros dispositivos como cercas, concertinas entre outros recursos


Considerações Finais sore os sensores


Obviamente esta foi uma pesquisa de campo com poucos recursos e tendo base informações coletadas e feito um comparativo paralelo e cruzamento de informações, porem posso tambem afirmar que o uso desmedido  e sem critério destes sensores por mais tecnologia embarcada que possuem, ainda assim não são capaz de garantir em absoluto e evitar os disparos falsos, mesmos os sensores de muros infravermelhos denominados IVA (infra ativo)


Sensores do Tipo IVA - Ativo


Concluo no entanto que agentes externos e naturais são fatores preponderantes na atuação e disparos dos sensores externos como segue:

Mudança de intensidade de luminosidade
Mudanças bruscas de temperaturas
Insetos rasteiros e voadores
Chuvas e intempéries
Raios e Trovões
Radiofrequências
Quedas e intermitências de alimentação
Trepidações e oscilações
Ventanias e vendavais
Sincronias e estailidades
Movimentações diversas

A dica é, quando a necessidade de aplicação destes sensores externos é altamente indicado o uso de produtos específicos para tal fim, um estudo minuncioso do local e quantidade a ser empregada a fim de evitar prejuizos ao prestador bem como dor de cabeça ao cliente, boa sorte !


  • Blogger Comments
  • Facebook Comments

1 comentários:

  1. na verdade a nível brasil estes sensores para área externa são de péssima qualidade. Existem sim sensores para área externa de ótima qualidade só que fora da nossa realidade...

    ResponderExcluir

Item Reviewed: Resenha sobre Sensores de Alarme de Uso Externo Rating: 5 Reviewed By: Mauricio Pagliaccio