728x90 AdSpace

Image and video hosting by TinyPic
Agora News
sábado, 10 de junho de 2017

O Conceito da Pirâmide na Automação Industrial




Simplesmente apenas a palavra Automação Industrial nos remete (de forma errônea) a um sistema de alta complexidade encontrada apenas nas grandes fábricas automotivas ou gigantes fábricas da Coca-Cola.

Apesar de ser questão obrigatória nestas grandes empresas a automação industrial está presente na sua maior parte nas pequenas e médias empresas e não apenas no setor produtivo onde milhares de produtos são fabricados sem o Homem encostar a mão, porem sistemas automáticos estão servindo Homem na agricultura, medicina e nos comércios como academias, cabeleireiros e até no restaurante.


Veja abaixo uma pequena demostração Hierárquica em termos de importância e aplicação



Veja a descrição de cada um destes níveis:


Nível 1 – Aquisição de Dados e Controle Manual: O primeiro nível é majoritariamente composto por dispositivos de campo. Atuadores, sensores, transmissores e outros componentes presentes na planta compõem este nível.

Nível 2 – Controle Individual: O segundo nível compreende equipamentos que realizam o controle automatizado das atividades da planta. Aqui se encontram CLP’s (Controlador Lógico Programável), SDCD’s (Sistema Digital de Controle Distribuído) e relés.

Nível 3 – Controle de Célula, Supervisão e Otimização do Processo: O terceiro nível destina-se a supervisão dos processos executados por uma determinada célula de trabalho em uma planta. Na maioria dos casos, também obtém suporte de um banco de dados com todas as informações relativas ao processo.

Nível 4 – Controle Fabril Total, Produção e Programação: O quarto nível é responsável pela parte de programação e também do planejamento da produção. Auxilia tanto no controle de processos industriais quanto também na logística de suprimentos. Podemos encontrar o termo Gerenciamento da Planta para este nível.

Nível 5 – Planejamento Estratégico e Gerenciamento Corporativo: O quinto e último nível da pirâmide da automação industrial se encarrega da administração dos recursos da empresa. Neste nível encontram-se softwares para gestão de venda, gestão financeira e BI (Business Intelligence) para ajudar na tomada de decisões que afetam a empresa como um todo.

Como podemos notar, o esquema demostrado através da pirâmide da automação industrial tenta organizar os diferentes níveis de controle existentes através da divisão em cinco níveis hierárquicos. Os níveis mais baixos estão diretamente relacionados com os equipamentos utilizados em campo, enquanto os níveis superiores tratam do gerenciamento dos processos, da planta e da empresa.



Próximo Post
Mais recente.
Postagem mais antiga
  • Blogger Comments
  • Facebook Comments

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: O Conceito da Pirâmide na Automação Industrial Rating: 5 Reviewed By: Mauricio Pagliaccio