728x90 AdSpace

Agora News
sábado, 3 de outubro de 2015

Aprenda como instalar sensor de barreira ativa e evitar disparos falsos


Os sensores de barreira ativa conhecido como IVA (infra vermelho ativo) realmente é um dos mais eficientes protetores de perímetros e é muito utilizado como forma opcional à cerca elétrica em casos onde não é possível instalar a cerca, em alguns casos os sensores de barreiras são aplicados de forma conjugada ao sistema de cerca elétrica.

Os sensores de barreira funcionam em pares, estes sincronizados por um feixe de luz infravermelho em frequência de 1,5 Khz emitidos pelo transmissor (TX) que por sua vez deve estar absolutamente alinhado ao receptor (RX) que possui uma lente fotosensível.

O disparo ocorre quando a barreira deste feixe é rompida ou bloqueada por pessoas ou objetos, a interrupção deste sincronismo faz atuar um relé de disparo podendo estar em NA (normalmente aberto) ou NF (normalmente fechado) podendo assim sinalizar uma central de alarme ou qualquer outro comando que se faça necessário.

Por isto o sensor de barreira ativa IVA é muito utilizado também para outros processos de automação e controle como cancelas, catracas, portões automáticos, contadores, bloqueios e ativações em diversos dispositivos de comando, no entanto é mais utilizado mesmo sobre muros como proteção de perímetros e disto trataremos.



O projetista do alarme deve ter muita cautela ao indicar sensores de barreira, porque não é viável em todos os lugares e podem causar mais transtornos com disparos falsos do quê uma efetiva proteção e não devem ser aplicados nos seguintes casos, considerando aplicação sobre muros.


Evite aplicar sensores de barreira IVA nos casos:



  • Arvores, plantas e vegetações próximos aos feixes dos sensores
  • Muros com vibrações e oscilações causados por maquinas pesadas ou caminhões
  • Locais passivos de muitos animais (gatos e pássaros)
  • Muros com juntas de dilatações, escoras, concertinas ou algum objetos que ofereça movimentação
  • Próximos a cabeamentos elétricos que ocasionem distúrbios e interferências eletromágneticas


Para uma perfeita instalação, também deve ser consideradas algumas questões, agora de cunho mais técnico, a concepção na aplicação fará toda diferença como a envergadura dos sensores, o alinhamento, a distância máxima e a qualidade dos sensores iva.


Quanto a Instalação dos sensores


Instale com suportes articulares na posição perpendicular de 45 graus fora de área passiva da linha mural,fixe muito bem e trave adequadamente as articulações, evite suportes extensos que possam sofrer abalos em chuvas e temporais de granizo, importante entender que o alinhamento não comporta alterações físicas.


Quanto as ligações dos sensores de barreira


Não há muito com que se preocupar quanto a alimentação dos sensores, haja vista que estes tem grande lastro e aceita oscilações de tensão (9 à 24 Volts DC), o emissor (TX) possui cinco bornes sendo duas para alimentação (sem polaridade) e três conforme relé e utilizara os bornes COM e NF para os casos de alarme.




Quanto ao alinhamento e ajustes de sensibilidade


Nesta questão dependerá da marca e modelo do sensor, que poderá à seu tempo possuir o alinhamento por OHMs, digital ou Led e ambos devem obedecer as  características de cada fabricante e  na questão de ajuste de sensibilidade a maioria possui um trimpot analógico e deve ser ajustado nos casos de instalação sobre muros com menos rigor ou sensibilidade de disparo, com bom atraso e carência no disparo. Ambos ajustes são primordiais para obter resultados satisfatórios e não oferecer disparos falsos, chamamos os dois de ajustes finos.



Agora as ultimas observações: os sensores de barreira ativa iva existem em diversos niveis de alcance e quantidade de feixes, oferece o tipo adequado considerando o nivel de vulnerabilidade do imóvel ou seja, uma divisa de perímetros em lajes ou telhados compartilhados (germinados) deve considerar a instalação de feixes duplos ou tripos, porem cuidado quanto mais sensores maiores as possibilidades de disparos falsos, bom senso fala alto nessa hora, boa sorte e boa instalação.

  • Blogger Comments
  • Facebook Comments

16 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Excelente! A propósito, o sistema aceita alimentação independente? (Assim teria o vão entre eles livre de fios). Obg

    ResponderExcluir
  4. Walter Burmann23 de junho de 2016 16:36
    Excelente! A propósito, o sistema aceita alimentação independente? (Assim teria o vão entre eles livre de fios). Obg

    Responder ??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola amigo, sim aceita de 9 a 24 v, obrigado pelo comentario

      Excluir
  5. Boa tarde fiz a instalação conforme o diagrama do produto mas tanto no fechamento ou na abertura ao interromper o feixe de luz o portão não para p que deve ser?

    ResponderExcluir
  6. gostaria de tirar uma duvida tem como instalar 3 pares de sensores em uma só zona ou no caso cada sensor é ´so pra uma zona ??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Provavelmente utilizará um cabo 4x40 para ligar os IVAs, sendo as quatro vias do cabo nas cores: Preto = Negativo Vermelho = Positivo , verde e amarelo= laço normalmente fechado. No seu caso, ligará 3 pares de sensores, então chegarão 3 pares de verde e amarelo na central. ligue em serie os 6 fios. uma via vc liga na Zona e a outra via no Comum, isole as duas emendas da serie;... Uma zona pra cada sensor determina com precisão o ponto da possível intrusão. acredito que saiba o que está fazendo, boa noite!

      Excluir
  7. Estou precisando instalar um sensor desse, minha pergunta é, o local que vai ficar a Central tem 60 metros, será que há problema?

    ResponderExcluir
  8. Devido a distância de 60 mts. Qual modelo de sensores é ideal?

    ResponderExcluir

Item Reviewed: Aprenda como instalar sensor de barreira ativa e evitar disparos falsos Rating: 5 Reviewed By: Mauricio Pagliaccio